AdSense

<script async src=”//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js”></script> <ins class=”adsbygoogle” style=”display:block” data-ad-format=”fluid” data-ad-layout-key=”-fa+62+4i-ju+kl” data-ad-client=”ca-pub-2661121224460623″ data-ad-slot=”1922306598″></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>


Olá, mulherada!

Os fantasmas que cercam a mente feminina são infinitos…. a todo o momento nós temos uma pulguinha atrás da orelha. E quando o assunto é “a mulher moderna” a confusão vai parar também na mente masculina.

Por causa disso, muito tem se falado sobre como melhorar a vida a dois, em especial, numa fase em que podemos identificar claramente uma mudança no comportamento da mulher. Até porque… vivemos em um mundo que já reconhece essa nova mulher, mas que ainda não sabe como se adaptar a ela. Além disso, muitas entram naquele drama constante de ter que escolher entre a família e a carreira profissional.

Mas, afinal, é possível ser feliz em todas “as áreas”, desde o romance ao dia a dia dentro de uma empresa? Quais os segredos para ser, de fato, esposa, namorada, amante, mãe, desempenhar todos esses papéis e ainda se sentir sexy, atraente e… antes de tudo…. MULHER? Pois fiquem tranquilas, amigas leitoras, e saibam que isso é possível!

Para desmistificar esse enigma fui conversar com Joyce Moysés. Ela já pode ser considerada uma especialista e profunda conhecedora da alma feminina. Tanto que já virou “convidada fixa” do quadro “Conselheiro Sentimental” (CONFIRA AQUI), no Programa Todo Seu, apresentado por Ronnie Von, na TV Gazeta.

Joyce também possui 25 anos de trabalho nas principais revistas femininas do país. Além disso, é palestrante de liderança feminina e autora do livro “Mulheres de sucesso querem poder… Amar”, da Editora Gente.

Confira a seguir as dicas, anote num caderninho e coloque-as em prática já! E nunca se esqueça, seja mulher, mas escolha ser uma mulher FELIZ!

CAPA FRENTE Mulheres de Sucesso

Entrevista – Joyce Moysés

– Por que falar sobre o tema “Mulheres de sucesso querem poder….Amar”?

Por perceber nos últimos anos que as mulheres estão com dificuldade de equilibrar seus anseios profissionais com os desejos na vida pessoal, principalmente a amorosa. E, o que é pior, achando que precisam escolher entre batalhar pelo sucesso e por um amor verdadeiro, como se não fosse possível desejar ser feliz nos dois lados da balança. E eu acredito que a vida fica mais plena, gratificante, gostosa quando você trabalha duro para ter sucesso e realização individual, mas também tem uma companhia bacana para brindar suas conquistas, dormir de conchinha, tocar seu corpo, conversar, dar força, fazer filhos, dividir a tensão quando a barra pesa, alertar quando você não enxerga o óbvio, repartir a pizza e a pipoca no cinema.

– O homem de hoje tem medo da “nova mulher, com mil e uma funções”? 

Ele tem medo, sim, porque a mulher mudou bastante – e o ser humano costuma ter medo daquilo que não conhece. A mulher de hoje é bem diferente das referências femininas que provavelmente teve. Agora, quanto mais jovem, mais acostumado está com essa nova mulher. Minha dica: se não quiser provocar medo num homem, não banque a mandona, a chefona. Não o trate como funcionário, como se tudo o que ele fizesse fosse obrigação. Lembre-se de dizer “obrigada” quando ele fizer uma gentileza. Permita que ele faça coisas para você, mesmo sabendo que você sabe fazer isso muito bem – só que não precisa fazer tudo o tempo todo, lembra?  No fundo, um dos grandes medos deles é o de não agradar essa nova mulher. Eles adorariam ser adivinhos…

– Quem é o homem de hoje em dia?

Há dois pontos a destacar: ele curte bem mais a paternidade e está se conectando mais com os próprios sentimentos. Vide o reality show Big Brother. No ano passado e neste ano, quantos homens choraram e não esconderam quando ficaram emocionados! Curiosamente, tomaram banho de água na cara, apanharam de chinelo de borracha… das respectivas namoradas. O homem de hoje busca evoluir, mas não tem modelos. E, conforme disse o psiquiatra Contardo Calligaris no meu livro, ele quer casar, tomar sopinha e namorar no sofá, enquanto muitas das mulheres querem… rua.

– Como lidar com o homem que não aceita que a mulher ganhe mais que ele? 

Ele não tem saída, vai ter de aceitar. Os mais jovens assimilam melhor. Isso não significa que seja agradável você ganhar menos que seu par. Gosto de pensar que a vida é dinâmica; e hoje sou eu que ganho mais, amanhã poderá ser meu par, e vice-versa. O casal deve se ajudar e encarar o dinheiro não como fim, mas como meio de realizar sonhos em comum. Pesquisa da Fortune com as mulheres mais poderosas do mundo mostrou que as casadas têm maridos que colaboraram para a escalada delas, que preferiram não acelerar por considerarem que as esposas tinham melhores chances de sucesso. Então, eles tiveram papel importante no sucesso delas, não tanto financeiramente, mas com ajuda nas decisões práticas do dia a dia do casal, nas tarefas domésticas e com os filhos, no apoio emocional…

– Quais os seus segredos para ter alcançado o sucesso na vida profissional e pessoal?Joyce Moysés

Um deles certamente é ter um marido moderno, cuidador, que sempre me apoiou, que divide tarefas domésticas (ele vai mais ao supermercado do que eu, por exemplo) e principalmente dá bastante atenção ao nosso filho, me liberando para trabalhar tranquilamente. Portanto, garotas solteiras, escolham seu par pelo caráter, pelo carinho e respeito que ele tem por você, pela vontade de ficar junto e de vê-la feliz – e não pela aparência, pelo carro e roupas que impressionam… Outro segredo é ter dentro de mim muito claro que tenho dois amores, a carreira e a família. Só sou feliz quando consigo me dedicar aos dois, não quero abrir mão de um pelo outro – nem acho necessário. Não que a minha vida seja um mar de rosas, mas procurar equilibrar vida profissional e pessoal é um desafio diário que encaro com muita alegria, garra e prazer.

– Como a mulher mais conservadora – no sentido emocional – pode conquistar a liberdade sexual e ser feliz também na vida a dois?

Primeiro de tudo, a mulher precisa conhecer o próprio corpo, se tocar, conectar-se com ele, sentir sensações prazerosas para poder mostrar ao parceiro como gosta de ser tocada. Segunda dica: começar a pensar de vez em quando em sexo. Deixe a mente viajar… A terceira dica é explorar melhor o beijo. No meu livro ensino formas de variar, turbinar, experimentar… de beijocas a beijaços. Como quarta dica, vestir-se de forma mais sexy, usar um perfume sexy, ir a um lugar sexy pode ser muito inspirador para a mulher ir libertando aos poucos seu lado sensual.

 – No livro você fala que a mulher deve “criar sua assinatura erótica”. O que seria isso e como aplicar no dia a dia?

A mulher teve que batalhar muito nos últimos 20 anos para conseguir independência financeira, oportunidades no mercado de trabalho, maior liberdade de decisões (casar ou não, ter filhos ou não)… e isso a deixou um pouco endurecida. Hora de resgatar sua feminilidade. Não precisamos mais seguir o modelo masculino de negócios para ter uma profissão bem-sucedida.  Veja o sucesso da personagem Helô, na novela Salve Jorge. É uma delegada nota 10 que se veste de forma feminina e tira partido de várias fantasias sexuais com o marido entre quatro paredes. Seu personagem é o maior sucesso!!

Importante: o cansaço e as preocupações estão ameaçando a vida sexual das mulheres. A libido em baixa já afeta perto de 30% dos profissionais. Como mapa de orientação para virar esse jogo, saiba que depois de afeto, atração física, intimidade, clima propício e ambiente aconchegante, tempo e tranquilidade para a relação foram apontados como fatores indispensáveis à satisfação sexual no Estudo da Vida Sexual do Brasileiro, coordenado pela médica Carmita Abdo, do projeto ProSex. Faz sentido. Tudo isso interfere no humor, na disposição física, nas mensagens que chegam ao cérebro, o mais importante órgão sexual. Vamos lá! As camas podem voltar a ficar quentes e energizantes, a fim de que as mulheres possam encarar tantos desafios fora do quarto sentindo-se amadas, bem amadas. Perguntei a uma amiga o que a deixava acesa para transar. De sopetão, ela respondeu: “Quando ele tira a mesa e lava os pratos. Se fizer isso só de boxer preta, ainda melhor…”

– Tendo como base o seu livro poderia nos dar cinco dicas para alcançar o sucesso, na vida pessoal e profissional?

1. Acreditar que você tem direito a ser feliz, que é capaz de enfrentar os desafios da vida profissional e amorosa, e construir uma vida mais ampla, plena, gratificante, em que faça caber seus sonhos principais.

2. Tirar a capa de Superwoman, de Mulher-Maravilha e e agir como uma mulher adulta, que busca autoconhecimento para descobrir suas reais vontades, que cresce emocionalmente e não parece adolescente quando se apaixona, que reconhece ser impossível ser perfeita e que pede ajuda (em vez de ficar querendo dar conta de tudo).

3.  Decifrar o homem de hoje, compreendendo que ele vive uma fase de transição, pois as referências que teve (pai, professor, tio…) não lhe serve mais. E ele está tentando ser um homem mais moderno, aquele que a mulher de hoje espera que seja. Mas trata-se de um processo.

4. Achar tempo e energia para o amor. Nenhum chefe dirá que você está trabalhando demais, e deve largar o mouse para ir ao cinema de mãos dadas. Você precisa achar o seu jeito de ser produtiva e ainda assim conseguir escapar do escritório antes das 9 da noite ao menos de vez em quando. A atriz Clarice Niskier diz no meu livro que as empresas podem até colocar telão para os funcionários assistirem aos jogos da Copa do Mundo. Mas não pode inventar um “namoródromo”. E namorar nos reegerniza, faz bem para a pele, areja a cabeça para ter ideias, inovar, trabalhar com sorriso no rosto e coração aquecido…

5. Arriscar-se no amor. Vivemos num tempo em que tentamos não nos machucar. Queremos garantias. Só que você precisa se arriscar a levar um fora, a ser rejeitada, se quiser buscar a felicidade amorosa. Como também diz Clarice Niskier no meu livro, querer um amor sem se arriscar se machucar é como querer aprender a andar de bicicleta sem nunca ralar o joelho. No way!

Quer falar com ela?  www.joycemoyses.com.br

© Espaco de mulher, 2013. Todos os direitos reservados. layout por sara silva subir